No dia 06 de abril, o Ministério da Educação entregou a Base Nacional Comum Curricular ao Conselho Nacional de Educação. Educadores e organizações do terceiro setor acompanharam o lançamento, além do ex-secretário da Educação Manuel Palácios e os ex-ministros da Educação José Henrique Paim e Luiz Cláudio Costa.

Durante o evento, o MEC apresentou as principais mudanças no documento e os próximos passos. Agora, a Base está com o Conselho Nacional de Educação que deve realizar sua análise e audiências públicas em todas as regiões do país.

Confira os documentos!

pessoas sentadas debatendo questões referentes à Base Nacional Comum Curricular
"A construção obedeceu três etapas, muito bem marcadas, com mais de 12 milhões de contribuições. Ouvimos mais de 9 mil professores que opinaram e agregaram valor a esse texto. O trabalho não está finalizado, temos a missão – que está sendo entregue ao CNE – de seguir construindo consensos. Sempre haverá espaço para crítica de visões distintas, mas tenho convicção que essa obra será uma referência marcante para todos os currículos."

- Mendonça Filho, Ministro da Educação

Por que este momento é tão importante?

A entrega da Base ao Conselho Nacional de Educação é um momento histórico para a educação. Ela é fundamental para a equidade e qualidade da educação básica. Ao definir aprendizagens essenciais a serem garantidas para todos, a Base representa um compromisso com cada aluna e aluno, independentemente do lugar onde mora ou estuda, condição socioeconômica, ou qualquer outro fator.

A construção da Base

A Base não é de um. É feita por todos e para todos. E para chegar nesta 3ª versão, ela foi construída coletivamente e em um processo democrático. Em 2015, na 1ª versão, o documento contou com mais de 12 milhões de contribuições durante consulta pública. Já em 2016, passou por seminários realizados em todos os estados do país, onde mais de 9 mil professores e gestores analisaram e comentaram cada trecho do documento. Este ano, recebeu novas colaborações em cinco audiências públicas - uma em cada região.

Aproveite para conhecer as versões anteriores da Base!

Ilustração gráfica processo construção da Base Nacional Comum Curricular

Processo colaborativo

Durante o evento, ex-membros do governo e a atual equipe do MEC reforçaram que o processo da Base Nacional Comum Curricular seguirá sendo construído com o apoio de toda a sociedade, incluindo educadores, especialistas e diversas organizações.

Membros da comissão da Base Nacional Comum Curricular cumprimentos
“O CNE certamente levará em Consideração ao analisar a Base sua trajetória coletiva de construção.”

- Eduardo Deschamps, presidente do Conselho Nacional de Educação.

“Todos os esforços foram para assegurar diferentes vozes e opiniões e a continuidade do processo.”

- Manuel Palácios, ex-secretário de Educação Básica que coordenou as duas primeiras versões da Base.

“A Base não é uma política de governo, é uma política de Estado. É uma política de Estado para favorecer a aprendizagem de todos os alunos.”

- Maria Helena Guimarães de Castro, secretária executiva do Ministério da Educação

Principais destaques

Além das melhorias na estrutura e na coerência, a Base traz mudanças importantes na educação brasileira. Ela valoriza o desenvolvimento integral do aluno trazendo desde elementos acadêmicos (por exemplo, o letramento, pensamento crítico) até elementos sociais e pessoais (empatia, autonomia, responsabilidade). A 3ª versão da Base Nacional Comum Curricular estimula uma forma de aprendizagem mais ativa nas sala de aula.

A Base tem como principal objetivo formar cidadãos para o século 21. Ela servirá para orientar os currículos e projetos pedagógicos de todas as redes”

- Maria Helena Guimarães de Castro, secretária executiva do Ministério da Educação

Comece a se preparar para a implementação!

Com o fim das audiências públicas, o CNE sistematizou todas as contribuições e está trabalhando em uma análise final do documento. Os conselheiros vão emitir um parecer para o MEC que, depois, deve homologar a política. Mas desde já, as redes de ensino podem começar a se preparar para a implementação da Base. Saiba como neste guia especial feito pelo Consed e pela Undime com o apoio técnico do Movimento!

Aproveite para conhecer as versões anteriores da Base!

Entenda a Base em 1 minuto

Se você ainda tiver dúvidas sobre a Base e como ela chegará na sala de aula, assista ao vídeo e tire suas dúvidas em apenas 1 minuto!