07/04/2017

Sobre a Base: identidade de gênero e orientação sexual

O Movimento pela Base Nacional Comum, que apoia e acompanha a construção colaborativa e democrática da Base, foi surpreendido pela retirada de menções a identidade de gênero e orientação sexual do texto, que foi entregue dia 6/4 ao Conselho Nacional de Educação.
O Movimento sempre defendeu e segue defendendo uma Base que respeite a diversidade e que estimule o exercício do respeito.
Embora o atual texto da Base siga defendendo a pluralidade, a diversidade e o combate ao preconceito, acreditamos que identidade de gênero e orientação sexual, pela sua relevância, devam estar explicitamente colocadas ao longo do texto, da forma que estavam na versão que pudemos ter acesso, via imprensa.
A Base Nacional Comum é um documento de entendimentos e consensos. Nesse sentido, todo o debate em torno dela deve seguir sendo amplo e transparente. Seguimos acreditando que ter uma Base é um avanço significativo para a educação do país.