Novidades sobre a Base

30/03/2017

Base é entregue ao Conselho Nacional de Educação – Confira tudo!

Nesta quinta-feira, 06 de abril, às 11h, o Ministério da Educação entregou a Base Nacional Comum Curricular ao Conselho Nacional de Educação. Educadores e organizações do terceiro setor acompanharam o lançamento, além do ex-secretário da Educação Manuel Palácios e os ex-ministros da Educação José Henrique Paim e Luiz Cláudio Costa.

Durante o evento, o MEC apresentou as principais mudanças no documento e os próximos passos. Agora, a Base está com o Conselho Nacional de Educação que deve realizar sua análise e audiências públicas em todas as regiões do país. Confira o documento!

BOTAO - leia a base agoraBOTAO - guia de leituraBOTAO_PRINCIPAIS_MUDANCAS-01 (1)

base

“A construção obedeceu três etapas, muito bem marcadas, com mais de 12 milhões de contribuições. Ouvimos mais de 9 mil professores que opinaram e agregaram valor a esse texto. O trabalho não está finalizado, temos a missão – que está sendo entregue ao CNE – de seguir construindo consensos. Sempre haverá espaço para crítica de visões distintas, mas tenho convicção que essa obra será uma referência marcante para todos os currículos.”
Mendonça Filho, Ministro da Educação

Por que este momento é tão importante?

A entrega da Base ao Conselho Nacional de Educação é um momento histórico para a educação. Ela é fundamental para a equidade e qualidade da educação básica. Ao definir aprendizagens essenciais a serem garantidas para todos, a Base representa um compromisso com cada aluna e aluno, independentemente do lugar onde mora ou estuda, condição socioeconômica, ou qualquer outro fator.

A construção da Base

A Base não é de um. É feita por todos e para todos.  E para chegar nesta 3ª versão, ela foi construída coletivamente e em um processo democrático. Em 2015, na 1ª versão, o documento contou com mais de 12 milhões de contribuições durante consulta pública.  Já em 2016, passou por seminários realizados em todos os estados do país, onde mais de 9 mil professores e gestores analisaram e comentaram cada trecho do documento.

Aproveite para conhecer as versões anteriores da Base!

BOTAO - 1a versaoBOTAO - 2a versao

02bd095c-62f5-42f2-88a3-ca9a88a1a21c

Processo colaborativo

Durante o evento, ex-membros do governo e a atual equipe do MEC reforçaram que o processo da Base Nacional Comum Curricular seguirá sendo construído com o apoio de toda a sociedade, incluindo educadores, especialistas e diversas organizações.

baseentregue

“O CNE certamente levará em Consideração ao analisar a Base sua trajetória
coletiva de construção.”
Eduardo Deschamps, presidente do Conselho Nacional de Educação.

“Todos os esforços foram para assegurar diferentes vozes e opiniões
e a continuidade do processo.”
Manuel Palácios, ex-secretário de Educação Básica que coordenou as duas primeiras versões da Base.

                        “A Base não é uma política de governo, é uma política de Estado. É uma política de Estado para favorecer  a aprendizagem de todos os alunos.”
Maria Helena Guimarães de Castro, secretária executiva do Ministério da Educação

Principais destaques

Além das melhorias na estrutura e na coerência, a Base traz mudanças importantes na educação brasileira. Ela valoriza o desenvolvimento integral do aluno trazendo desde elementos acadêmicos (por exemplo, o letramento, pensamento crítico) até elementos sociais e pessoais (empatia, autonomia, responsabilidade). A 3ª versão da Base Nacional Comum Curricular estimula uma forma de aprendizagem mais ativa nas sala de aula.

“A Base tem como principal objetivo formar cidadãos para o século 21. Ela servirá para orientar os currículos
e projetos pedagógicos de todas as redes”
Maria Helena Guimarães de Castro, secretária executiva do Ministério da Educação


Base Nacional Comum: um avanço para a Educação
Membros do Movimento publicaram um artigo no jornal O Globo sobre esse momento histórico no país.

Clique e confira o artigo na íntegra!

BOTOES - artigo na integra

Primeiros passos para a implementação
Depois das audiências públicas, a 3ª versão da Base Nacional Comum Curricular deverá ser homologada pelo MEC. Mas desde já, as redes de ensino devem começar a se preparar para a implementação da Base Nacional Comum Curricular. Pensando nisso, nós preparamos um guia especial com ações e iniciativas  que podem orientar o trabalho das secretarias de educação.

BOTAO - GUIA DE IMPLEMENTACAO PARA SUA REDE

Entenda a Base em 1 minuto
Se você ainda tiver dúvidas sobre a Base e como ela chegará na sala de aula, assista ao vídeo e tire suas dúvidas em apenas 1 minuto!

Perguntas e respostas.

Veja as dúvidas frequentes sobre a Base Nacional Comum.

DÚVIDAS FREQUENTES