UMA BASE DE QUALIDADE PARA A EDUCAÇÃO BRASILEIRA

Análises da 2ª versão

Em junho, julho e agosto de 2016 a 2ª versão da Base Nacional Comum Curricular foi discutida por alunos, professores, especialistas, coordenadores e entidades da área de educação em seminários ao redor de todos os estados e no Distrito Federal. Agora, as contribuições estão sendo sistematizadas pela Undime (União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação) e o Consed (Conselho Nacional de Secretários da Educação). Em breve, estas contribuições serão apresentadas para o Ministério da Educação.

Enquanto isso, você pode conferir aqui as análises de especialistas da 2ª versão da Base Nacional Comum Curricular.


SAIBA MAIS RECEBA AS NOVIDADES

Base para a equidade

Em artigo publicado na Folha de S. Paulo, Alessio Lima, da Undime, e Eduardo Deschamps, do Consed, falam sobre a importância da Base para diminuir as desigualdades educacionais e comentam os resultados dos seminários estaduais.

+

Seminários estaduais: as contribuições dos professores para a BNCC

Organizados pelo Consed e pela Undime para analisar a segunda versão da Base, os seminários contaram com mais de 9 mil participantes. Clique e confira os resultados.

+

Assista ao vídeo sobre a segunda versão da Base

Membros do Movimento comentam, em vídeo, os principais avanços do segundo documento preliminar da Base com relação ao primeiro texto. Eles também destacam os pontos de atenção e o que seria importante mudar antes da versão final da Base.


VÍDEO

Segunda Versão Preliminar - Base Nacional Comum Curricular

No dia 3 de maio de 2016, o MEC publicou a proposta preliminar da segunda versão da Base Nacional Comum Curricular. Confira o documento completo.


+

Os desafios da implementação da Base

É importante perguntar como a Base Nacional Comum vai conduzir a melhorias na educação que os jovens recebem nas escolas brasileiras. Confira a pesquisa do professor David Plank.


CONFIRA

A qualidade da Base é essencial

A partir de leituras críticas de especialistas nacionais e internacionais, o Movimento pela Base aponta os pontos críticos da primeira versão do documento e dá sugestões de como melhorá-los.


ACESSE

Quem Somos

Desde 2013, um grupo de profissionais e pesquisadores da educação atua para facilitar a construção de uma Base de qualidade. Confira quem faz o Movimento.


ACESSE

12 milhões de contribuições

Veja no site do MEC os números da consulta pública e as sugestões e pareceres técnicos enviados. Você também pode acompanhar os encaminhamentos e melhorias que estão sendo preparados para a segunda versão do texto.


ACESSE